“ (...) a associação sindical constituída pelos trabalhadores nele filiados, que exercem a sua actividade profissional exclusivamente correlacionada com o sector da aviação civil,
aeródromos, aeroportos e navegação aérea”. “ (...) exerce a sua actividade em todo o território nacional”.
dos Estatutos do SITAVA

SITAVA

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

 

1 2 345678

image

image

image

image

image

image

image

image

<< >> Play > Stop

Não ao Retrocesso Social

Petição

Indústria em Portugal

TAP - Os pretendentes, as propostas e outras coisas

À medida que passam os dias e as verdades se vão sabendo, mais claro vai ficando também para todos, o desastre que se aproxima a passos largos. Afirmamo-lo com inteira convicção e, para isso, basta olhar à nossa volta. Afinal quem se perfila para “tomar de assalto” a TAP? O SITAVA, a seu tempo, falou de todos eles, recordando aos trabalhadores os seus antecedentes e as suas práticas, claramente reveladoras do respeito que nutrem pelos direitos dos trabalhadores. Todos eles sem excepção.

Não obstante termos afirmado bastas vezes que não existem boas ou más privatizações, com melhores ou piores propostas, e apesar de só sabermos aquilo que ao Governo interessa que se saiba, ganharemos com toda a certeza, se nos detivermos, ainda que com brevidade, nos seus conteúdos.

 
Comunicado da Estrutura Sindical da TAP SGPS - Dúvidas...?

A verdade sobre a situação económica e financeira da TAP qual é?

Muito sem tem falado, nas ultimas semanas, sobre a real situação económico-financeira do grupo TAP. Estranhamente, da parte do Governo, o que tem sido dito tem mudado amiúde, desde o início do processo de privatização e com o avançar do mesmo.

Se no princípio de Dezembro de 2014 o Sr. Ministro da Economia dizia, em sede de Comissão Parlamentar que não era vital privatizar, hoje, diz exactamente o contrário.

Se no final do ano passado o Eng. Fernando Pinto dizia que se a TAP não fosse privatizada sobreviveria bem, hoje, o vaticínio é bem diferente.

Os mais incautos poderão, de imediato, pensar que a razão desta mudança foi a última greve!

Para esses mais incautos e para todos os outros dizemos, Não Foi!

É um facto que a tesouraria da TAP tem sofrido bastante nos últimos tempos. É também um facto que os capitais da empresa são negativos!

Estranhamente, face às declarações dos interessados na venda – leia-se Governo e Administração – a situação da tesouraria e os capitais negativos, já assim estão há algum tempo! Estranhamente, desde a compra da ex-VEM!

 
TAP - A Privatização do Grupo Não Passará

O SITAVA promoveu e reuniu, na passada sexta-feira, com outras estruturas sindicais, com o objectivo de, em unidade, manter e dar nova força à luta de todos os trabalhadores contra a privatização do Grupo TAP. Nesta reunião foi discutido o estado e os previsíveis efeitos do processo de privatização em curso. Foi posição unânime destes sindicatos que, a concretizar-se este processo, além de nada garantir aos trabalhadores, seria também fatal para a TAP. Para o SITAVA este é apenas mais um passo, e muito importante, na difícil tarefa que temos pela frente, até parar este desgraçado processo de privatização.

Nesta reunião foi aprovada uma declaração conjunta que a seguir se transcreve.

Ler mais...

 
TAP - Declaração Conjunta

A situação social e financeira do grupo TAP SGPS resulta, na opinião dos signatários, das opções tomadas pelos vários Governos que se têm sucedido ao longo dos últimos anos.

A gestão do próprio Conselho de Administração, que nunca levou em consideração os sucessivos alertas e apelos dos Sindicatos, têm infligido sucessivas perdas à TAP, que a conduziram para a difícil situação em que se encontra.

Pouco se conhece das propostas de compra do capital social do Grupo TAP, dado o secretismo que o Governo está a impor neste processo de “contra relógio” implementado, e que parece encaminhar-se para um desastroso epílogo que terá como consequência a destruição da TAP, a nossa companhia de bandeira, uma mais-valia no PIB português.

Exige-se agora, mais do que nunca, da parte do accionista único, o Estado Português, a assunção de responsabilidades e a rápida resolução da situação do ruinoso negócio do Brasil, de modo a acabar com esse sorvedouro de recursos – já com mais de quinhentos milhões de euros de perdas acumuladas – que está a estrangular financeiramente todo o Grupo TAP, descapitalizando-o.

É entendimento destes Sindicatos, que a defesa do país, da economia e soberania nacionais, das empresas do Grupo TAP, e dos seus trabalhadores, exige que todos façamos um esforço de unidade, que leve o governo a reconsiderar e a suspender de imediato, este insensato processo de privatização.

Ler mais...

 
TAP - A Luta contra a privatização irá continuar

A TAP e os seus trabalhadores sofreram nos últimos dias um dos mais violentos, demagógicos e ignóbeis ataques de que há memória. Foi um autêntico massacre que se abateu sobre os trabalhadores e sobre a opinião pública portuguesa, denegrindo a imagem da empresa e dos seus trabalhadores, fazendo crer até, que o Estado faria bem em pagar para se ver livre de tamanho problema.

Este vil ataque que podemos classificar de puro terrorismo verbal, e que teve por principais protagonistas, o Sr. Ministro da Economia e o seu Secretário de Estado, foi também abrilhantado pelo Sr. Presidente do Conselho de Administração que, no seu já habitual estilo de elogio misturado com ameaça, quis deixar também a sua marca. Como é já hoje evidente para todos, esta actuação teve apenas por finalidade intimidar e tentar manietar os trabalhadores, minar a sua determinação e confiança, e desta forma, preparar o clima propício para, com pompa e circunstância, “vender” à opinião pública, a segunda parte desta farsa, qual ópera bufa, que é este processo de privatização.

Ler mais...

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 1 de 37

Boletim Igualdade

Protocolo tmn

Novos Seguros

Segurança e Saúde no Trabalho

Sítio dos Direitos

Guia de Direitos