“ (...) a associação sindical constituída pelos trabalhadores nele filiados, que exercem a sua actividade profissional exclusivamente correlacionada com o sector da aviação civil,
aeródromos, aeroportos e navegação aérea”. “ (...) exerce a sua actividade em todo o território nacional”.
dos Estatutos do SITAVA

SITAVA

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

 

1 2 345678

image

image

image

image

image

image

image

image

<< >> Play > Stop

Não ao Retrocesso Social

Petição

Indústria em Portugal

No dia Internacional da Erradicação da Pobreza,

a tendência em Portugal é o agravamento

O Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza assinala-se, em Portugal, num preocupante quadro social marcado pela existência de milhões de portugueses e suas famílias em risco de pobreza, ao mesmo tempo que está em crescimento o número dos que se encontram em situação de pobreza absoluta.

Portugal tem um grave problema de pobreza, de carácter persistente, apresentando um dos mais elevados níveis da União Europeia, situação que se tem vindo a agravar nos últimos anos em consequência da política de exploração e empobrecimento.

 
TAP - Privatizar é Opção Ideológica do Governo

Tal como anunciado em anterior comunicado, o SITAVA volta hoje para comentar outros dois “pretendentes ao noivado” sem futuro, reafirmando novamente, que não existem boas ou más privatizações com bons ou maus candidatos. É plena convicção do SITAVA que, privatizar a TAP, para além de irracional e criminoso para o país e para a economia nacional, seria também fatal para a TAP, tal como a conhecemos hoje. A confirmá-lo, aí estão todas as grandes empresas que foram entregues ao capital estrangeiro. Desde a banca aos seguros, passando pela energia e redes nacionais de distribuição, cimenteiras, comunicações, saúde, correios e aeroportos, digam-nos, em todos estes casos, como é que ficaram salvaguardados os interesses nacionais.

Um candidato de que muito se tem falado, e que parece gozar de alguma simpatia no seio da empresa, é um “empresário multinacional” já nosso conhecido da anterior tentativa de entrega da TAP ao capital estrangeiro, que felizmente abortou. Era um negócio de tal forma obscuro e ruinoso, que nem este governo de má memória se atreveu a concretizá-lo.

Ler mais...

 
TAP - Melhores Salários São Possíveis

Mais um ano está quase passado em que tudo na TAP cresceu menos os salários, e outro se aproxima em que esta realidade terá que ser forçosamente diferente. Efetivamente, em 2015, os trabalhadores não poderão permitir que os seus rendimentos continuem a ser desvalorizados sem que nada aconteça. O SITAVA, tudo fará para estar na primeira linha desse combate por melhores salários, estando neste momento já em preparação propostas nesse sentido.

O SITAVA manifesta também a sua enorme e crescente preocupação com a passividade do Conselho de Administração e o Diretor Geral de Manutenção e Engenharia, perante a continuada saída de técnicos qualificados, que está a provocar a diminuição da capacidade da manutenção em Lisboa. Esta situação, além de já não permitir a realização, como até aqui, de quatro inspeções "C" em simultâneo, está também além disso, a potenciar a acumulação de irregularidades técnicas que, embora ainda não tenha afetado a segurança, está a penalizar fortemente a imagem da companhia. Também para resolver este problema o SITAVA tem propostas em preparação que apresentará à TAP muito brevemente.

Ler mais...

 
Oo Trabalhadores Mais Velhos Não São “Descartáveis”

1. O Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa afirmou que, face à suposta falta de produtividade dos trabalhadores mais idosos, "seria necessário pensar (...) em encontrar formas adequadas de “pré-pensionamento” destes trabalhadores que, por razões ligadas à sua formação, à sua longa história de trabalho e até por razões ligadas à própria inadequação às novas condições [de trabalho], hoje frequentam sobretudo centros de saúde para obter licenças médicas e outros mecanismos de ausência temporária".

 
TAP - O Governo insiste na provocação

Voltámos a ser novamente surpreendidos com alguma imprensa que continua a pretender desenterrar o bafiento processo de privatização da TAP. Uns dias é o governo a lançar o tema, outros são os seus homens de mão, através de alguma imprensa, a preparar o caminho para ir amaciando os trabalhadores e o povo português. Desenganem-se, estamos atentos.

Para o SITAVA não existem boas ou más privatizações, com bons ou maus pretendentes. Para o SITAVA, PRIVATIZAÇÃO NÃO. E como já antes afirmamos por várias vezes, esta posição não resulta de qualquer preconceito contra seja o que for. Resulta sim, da plena convicção de que Portugal necessita da TAP e que esta só pode cumprir o seu papel, se se mantiver na esfera pública e inteiramente ao serviço do país e da economia nacional, e não de interesses privados, por mais legítimos que estes possam ser.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Página 1 de 31

Boletim Igualdade

Protocolo tmn

Novos Seguros

Segurança e Saúde no Trabalho

Sítio dos Direitos

Guia de Direitos